Logo FMV Sociedade de Advogados

O sistema de peticionamento eletrônico é uma ferramenta e tanto quando se pensa no exercício da advocacia nos dias de hoje.

Com esse sistema, tem-se a comodidade de preparar a petição, digitalizar os documentos, anexar tudo e enviar pela internet para apreciação judicial, em processos (melhor seria: autos) eletrônico.

Venho insistindo que não é o processo o que é eletrônico: Liebman já ensinava que processo tem natureza de relação jurídica e como tal não é físico nem eletrônico. É abstrato! Fato é que o uso da equivocada expressão acabou se disseminando e hoje fala-se em processo eletrônico. Por apego à técnica, falarei de autos eletrônicos ou virtuais neste Blog.

Bem, se você tem um MAC e precisa peticionar eletronicamente, precisará também de uma assinatura digital, um leitor de cartões, um bom scanner e, recomenda-se, ou um Cinema Display de 27” ou duas telas de LCD (caso contrário, precisará imprimir todas as manifestações da parte contrária para poder impugná-las eletronicamente e isso representará um desperdício de papel e toner).

Com relação ao MAC, será interessante aumentar a memória dele: (4Gb é pouco, se considerado que precisaremos rodar o Windows no Mac).

Esse, aliás, é o problema: O sistema do TJ/SP não conversa muito bem com o sistema Mac e isso faz com que seja necessário instalar o windows dentro do Mac, o que, entretanto, não exigirá que você use exclusivamente o sistema Microsoft.

Nossa experiência se deu com o uso de um software que permite a coexistência dos dois sistemas operacionais: MAC OS e Windows, rodando juntos, sendo que o segundo rodará na forma de uma Virtual Machine.

O software que utilizei é o Parallels Desktop, que além de fácil e acessível aquisição tem um suporte excelente. Depois de um problema com o antivírus até uma chamada do fabricante, diretamente de um engenheiro eu tive para resolver o meu problema que, aliás, restou solucionado.

Suporte, aliás, é fundamental, considerando que o TJ/SP oferece suporte apenas nas questões relacionadas a seu site. Depois de adquirir o Parallels, será necessário adquirir também um Windows para instalar dentro do parallels desktop.

Durante a instalação deste último deverá ser fornecido o CD do Windows e a chave do software. Prefira a instalação virtual do windows à instalação no Boot Camp do Mac.

Assim, você evita a perda desnecessária de alguns Gb em definitivo no seu HD. Feita a instalação do parallels desktop, bastará um clique no ícone ficará na sua mesa de trabalho do MAC OS, para que uma janela se abra, carregando dentro dela o Windows.

Carregado o windows, você poderá instalar nele o JAVA mais atualizado (se este software não for constantemente atualizado, você não conseguirá fazer o upload de suas peças no sistema do TJ/SP).

Quando surgir uma nova instalação, NÃO faça a atualização do Java diretamente: prefira a remoção da versão anterior, por meio do painel de controle do windows, remover programas, e faça a instalação da nova versão.

Caso contrário, você poderá ser surpreendido na última fase do peticionamento, quando for fazer o upload. Instalado o windows e o java, você pdoerá redigir suas peças no MAC, gravá-las em PDF e arrastá-las para dentro do diretório documentos do Windows, diretamente, de uma janela para a outra, pois o parallels permite esse procedimento.

Estando no windows, abra o explorer, entre e se identifique no site do TJ/SP e entre no sistema de peticionamento eletrônico. Localize os arquivos em pdf que deseja enviar pelo sistema e pronto: você peticionou eletronicamente no TJ/SP, a partir de um MAC! Espero que tenha ajudado.

Foi assim que funcionou comigo…

Obrigado por sua visita e até a próxima!